Em 24 horas, o estado do Rio de Janeiro registrou mais 670 casos de covid-19 e 58 novas mortes. Com isso, o total de contaminados chegou a 12.391 e o de óbitos, a 1.123. Há ainda 361 mortes em investigação. Até o momento, 7.260 pacientes se recuperaram da doença. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde nesta terça-feira (5).

A capital fluminense lidera o número de casos confirmados, com 7.832, o que equivale a 63,2% do total do estado. Em segundo lugar, entre os municípios com maior número de casos, aparece Duque de Caxias (502), Niterói (458), Nova Iguaçu (443), Volta Redonda (358), São Gonçalo (331), São João de Meriti (239), Itaboraí (236), Belford Roxo (200), Mesquita (180), Magé (122), Petrópolis (104), Nilópolis (103), Maricá (91), Campos dos Goytacazes (75), Queimados (72), Nova Friburgo (61), Teresópolis (61), Angra dos Reis (58), Cabo Frio (55), Itaguaí (51) e Macaé (50). Os demais casos estão distribuídos, em menor número, entre outros 60 municípios.

Quanto ao número de mortos pela covid-19, a liderança também é da capital, com 713 óbitos, isso representa 63,4% do total do estado. Em segundo lugar, aparece Duque de Caxias (84), seguido por Nova Iguaçu (49), Niterói (31), São Gonçalo (26), São João de Meriti (22), Belford Roxo (17), Volta Redonda (16), Mesquita (15), Macaé (14), Maricá (12), Itaboraí (11), Petrópolis (9), Itaguaí (8), Nilópolis (8), Rio das Ostras (7), Magé (6), Nova Friburgo (6), Tanguá (6), Queimados (5), Teresópolis (5), Cabo Frio (4), Iguaba Grande (4) e Resende (4). Os demais casos de óbitos estão divididos, em menor número, entre outros 26 municípios.

O estado do Rio é o segundo em número de casos de covid-19 no país, atrás apenas de São Paulo. Por conta disso, o governador Wilson Witzel prorrogou as medidas de isolamento até o dia 11 de maio e o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, até 15 de maio.

Com informações da Agência Brasil